Home
Conferências
Exposição

Programa


Inscrições

Contactos
Localização
Comissão Organizadora
Apoios

Conferências

Pode a Matemática descrever uma epidemia?
César Silva
Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências da Universidade da Beira Interior

Pode um único número determinar se uma doença contagiosa tende a desaparecer ou se pelo contrário permanece na população? Se aumentarmos a percentagem de pessoas que vacinamos mas também potenciarmos o contacto entre infetados e suscetíveis aumentamos ou diminuimos o número de infetados? Qual o efeito das variações sazonais na evolução de uma doença contagiosa? Como é que as migrações afetam a evolução de uma doença contagiosa?
Desde o primeiro modelo matemático epidemiológico compartimental, proposto por O. Kermack e A. McKendrick em 1927 para descrever a evolução dos suscetíveis, dos recuperados e dos infetados por uma doença contagiosa, o uso de modelos matemáticos compartimentais em epidemiologia vem crescendo em popularidade e sofisticação. O objetivo desta palestra é mostrar que a matemática tem uma palavra a dizer sobre a pergunta do título!

Apresentação

<voltar