Home
Conferências
Exposição

Programa


Inscrições

Contactos
Localização
Comissão Organizadora
Apoios

Conferências

A Matemática da Expansão Portuguesa
Tessaleno Devezas
Departamento de Engenharia Eletromecânica da Faculdade de Engenharia da Universidade da Beira Interior

Na sociologia histórica clássica, a metodologia aplicada tem sido essencialmente de natureza qualitativa, verbal, conceptual e discursiva. Ao sublinharmos este aspeto, não pretendemos de forma alguma afirmar que esta atividade teórica convencional é errada ou inútil, mas apenas que é insuficiente. Uma ciência afirma-se positivamente como tal se contiver o necessário tripé da metodologia científica, nomeadamente a ‘hipótese-teoria-previsão’, ao qual se soma a confirmação empírica. Nas ciências físicas e químicas a confirmação empírica provém de resultados produzidos em laboratórios, mas como sabemos, nas ciências sociais e humanas o teste laboratorial não é possível, e assim para a confirmação empírica de hipóteses na ciência da história faz-se necessária a aplicação de ferramentas matemáticas para modelagem e simulação. A aplicação destas ferramentas, muitas delas oriundas das ciências biológicas, permitem identificar alguns padrões recorrentes e leis subjacentes à evolução dos sistemas socioeconómicos.
Em nosso trabalho temos vindo a demonstrar que existe uma certa ‘ordem’ por detrás de toda a cadeia dos eventos históricos que levaram à formação do sistema mundial tal como ele é hoje, e nesta apresentação ilustramos a nossa metodologia matemática aplicando-a à análise da Expansão Portuguesa, um período histórico que, embora pequeno na sua dimensão temporal, foi imenso em termos de impacto na transformação do sistema mundial.

Apresentação

<voltar